na pele

 

 

"A fotógrafa Virginia Yunes registra a pele, como elemento emotivo, como tela do sentimento, como expressão do momento da vida e dos tipos de vida, da nossa condição humana, como gráfico externo do interno. Ela vem trabalhando este tema, quase como etnógrafa ambulante, percorrendo o mundo com sua câmera, tão inseparável de seu corpo que mais se parece com seu terceiro olho. Nesta oportunidade, desde a intimidade de seu estúdio, ela apresenta uma série de 10 fotografias ampliadas em grande formato, onde estuda a relação da pele negra com os quatro elementos da natureza. A escolha da cor da pele forma parte de um processo plástico que surge da estética do belo e funciona como suporte material, mas cria, fundamentalmente, um espaço de reflexão. Assim vemos retratado, no elemento ar, um grito silencioso; na terra, a nossa primeira mãe; na água, o continente da esperança e no fogo, a chama do espírito. Não posso ver estas imagens sem me lembrar do poema “Navio negreiro”, onde Castro Alves denuncia as atrocidades da escravidão, nem deixar de pensar na frase de Gilles Deleuze “O mais profundo é a pele”.

 

                            Diego de los Campos (Artista)

 

IMG_7113-15
IMG_0053-3
IMG_6855-11
IMG_0408-1
IMG_0258-7
IMG_0305-8
IMG_01152-10
IMG_0176-6
IMG_7045-14
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle